sábado, junho 20, 2009

10 motivos pra odiar o frio.

1) O frio dói. Doem os dedos, as articulações, o rosto com o vento gelado.
2) Engorda. Não tem outra coisa para se fazer se não comer. A única coisa que tenho vontade de fazer no frio, é comer! E não é comer frutinhas, saladinhas, tomar suco.. não!! só mesmo coisas calóricas pra aquecer o coração: chocolate, capuccinos, bolos, fondue, enfim.. tudo que seja extremamente calórico!
3) O banho. Primeiro trauma: tirar a roupa. Segundo: esperar o chuveiro ficar bem quente. Terceiro e pior: Sair do chuveiro. E para nós, mulheres, com cabelos compridos. A coisa é ainda pior, pq a não ser que vc queira morrer de sinusite, não dá pra ficar com o cabelo molhado. Assim, não existe o "vou tomar um banho rápido e vou sair".. o banho é um planejamento! Tem que ter tempo hábil para todo o ritual e ainda tempo suficiente para secar bem o cabelo com secador.
4)O Vazio. Nunca tem ninguém em lugar nenhum. As pessoas não saem de casa! Preferem ficar em casa, vendo filmes, comendo (engordando). E para aqueles que querem sair: coragem!!!
5) A roupa. Há os que dizem, "as pessoas ficam mais chiques no inverno". Até concordo.. botas de cano alto são chiquérrimas, casacos sobretudo e cachecóis também. Mas acho um SACO ter que colocar mil roupas pra ser feliz. São duas meias, meia calça, calça do pijama, calça jeans, blusinha, cacharrel, casaco, cachecol. Fico parecendo um boneco, todos os movimentos ficam limitados. Fora que.. na rua, frio, dentro dos lugares, calor. Então, tira blusa, coloca blusa, e assim vai...
6) Ser solteira. Não tenho alguém pra ficar abraçadinho. Logo... não vejo vantagem nenhuma nesse clima que favorece o romantismo.
7) O acordar. Sair debaixo das cobertas é quase como sair do útero. É parecido ao trauma do banho, e quando vc acorda às 6h, quando ainda não tem sol e até mesmo a neblina persiste.. a vontade é de desistir da vida.
8) Os resfriados e similares. Para quem é alérgico, sabe do que estou falando. O tempo seco e os lugares fechados são um veneno. São longos meses com o aspecto de quem sempre está resfriado e o grande companheiro de bolsa é o lenço de papel. Impossível viver sem ele! Espirros, espirros, tosses, dores de cabeça, dores de garganta.. uam delícia!
9) O bode. Os únicos passeios legais para se fazer nessa época são passeios de casais. Não preciso nem explicar o resto né? (vide ítem 6)
10) A preguiça. Não dá vontade de trabalhar, não dá vontade de ir a academia, não dá vontade de sair, não dá vontade fazer absolutamente NADA. Só de ficar embaixo da coberta, dormindo ou então de comer. Tédio absoluto.

Eu acredito que essa preferência "frio ou calor", tem muito a ver com o astral da pessoa. Pelo menos pra mim é. Preciso do Sol. Adoro o calor, ver as pessoas pela ruim, ir a praia, tomar cerveja gelada, sair com o cabelo molhado, sair pela noite sem blusa...

E ainda nem começou o inverno!
que passe bem, mas beeeeeeeeeeem rápido!

segunda-feira, junho 15, 2009

Breve, mas pleno.


ele perdeu o charme.
ela perdeu o encanto.-

"Vamos parar por aqui antes que a gente perca o respeito?"
[óbvio que era um dia de chuva.]

Se isso fosse uma fábula, teríamos uma lição: amor não mata, mas morre.


Publicado com a autorização da autora, Carol, do blog http://www.quaquaraquaqua.blogspot.com/

Ela escreve pácaraio! :)

domingo, junho 14, 2009

Desabafando

Esperei tanto pelo feriado! Quatro dias.. Q-U-A-T-R-O.. pra descansar, divertir.. relaxar.. certo?
Depende, se vc é uma pessoa esperta sim, mas se vc é uma teimosa, feito eu, que insiste em coisas que não dão certo, pode ser que não..

Que pessoa, em sua perfeita sanidade mental e com a intenção de "relaxar", teria a magnífica ideia de ir ao shopping em plena quinta de feriado véspera de dia dos namorados? Sim, sou eu, essa que vos fala. Conclusão: fila no estacionamento, fila pra pagar, vendedoras com má-vontade, muitas pessoas, crianças chorando, nenhuma mesa na praça de alimentação.. uma delícia. Isso porque não fui no shopping mais "popular", ainda assim, levei preciosa uma hora para tirar o carro do estacionamento. Consegui comprar o que queria? Consegui. Mas precisava disso tudo?
Some-se a isso ao fato da minha mãe TODAS as vezes chegar na fila da loja no momento em que tinha ACABADO de sair.. logo, esperei por todas as filas DUAS VEZES. Porque desgraça pouca é bobagem.. então, tem mais.

Sexta-feira, o tal dia dos namorados. Curiosamente, esse ano não estive tão incomodada com ele. Já foi bem pior.. talvez porque em outros anos eu estivesse "apaixonadinha" e quisesse estar com o objeto da paixão, mas.. como não tinha ninguém que eu queria que estivesse no posto de namorado, superei bem as lojas do centro da cidade repleta de corações e anúncios de presentes. E, vejam só, até mesmo fui presenteada por meus "namoradinhos" com chocolates Mundy :)
A noite seria perfeita: balada com as amigas solteiras! balada nova, com gente diferente, amigas animadas..
Ledo engano.
Ouvi tanto sobre essa balada e estou procurando por ela até agora.. tá o lugar é bonito, sim até é.. mas não vi nada de diferente das baladas de campinas. Aliás, vi sim. Um bar caríssimo, um pedágio a mais e uma longa viagem de carro. Mas do resto, mesmas músicas, mesmas cantadas furadas, a mesma molecada.. ainda assim, seria bom beber e dar risada. Seria. Seria se realmente tivesse sido uma balada de amigas para se divertir, mas às vezes, o divertimento das pessoas consiste em "caçar". Mais uma vez, "tenho me esforçando para não rir das atitudes humanas."

Sábado!! Nada como um dia após o outro né? O sábado sim, esse seria o dia! Finalmente, conseguiria me divertir! Acho que vou abandonar a noite, e usá-la para dormir, já que os dias têm sido melhores. A tarde foi muito legal! Cerveja, amigos, risadas! Tudo como nos velhos tempos (que não são tão velhos assim) da Praça Brasília.
Por um momento, realmente achei que a noite seria boa. E em partes foi, rever quem deixa saudades é sempre bom! E ver como a Claudinha ficou feliz por estarmos lá me fez bem também.
Só não é legal vomitarem no seu carro. Só não é legal esperar no carro quando está frio e vc só quer dormir quando vc já avisou que ia embora. Só não é legal todas as vezes vc ter que encarar a estrada, com sono, cansada e etc. Só não é legal quando vc definitivamente não aguenta mais balada. Essa é a conclusão. As vezes, vc tolera as coisas em função do divertimento, mas quando vc não se diverte mais, as coisas tornam-se absolutamente insuportáveis.

E agora, nesse domingo, são 18h20, ainda estou de pijama, comendo pipoca e fazendo nada. Demorou para que eu me desse conta de que muitas vezes a plenitude está em fazer nada. Reservar um tempo pra si. Eu comigo mesma. Absolutamente egoísta. Sem ter que preocupar com mais ninguém além de mim.
Permanecerei assim até o fim do dia. E isso sim é o que me fará bem!! Pra aguentar mais uma semana..

E que venham as férias! Por favor!

Prezada Mulherzinha,

Se existe alguém que pode falar o que vou falar para você, sou eu. Então, por favor, tenha a humildade de admitir que sei o que estou falando. Pois o que eu te direi é duro, mas poderá te fazer um bem enorme.
Chega. Chega de se comportar assim. Como se estivesse lutando pelo posto de rainha da bateria. De Miss Maravilha do Mundo. Basta de ataques, dessa competitividade suburbana eu sou a melhor, eu sou a mais alta, eu sou a mais gostosa do pedaço. Ninguém tá ligando a mínima se você corre 10 quilômetros ou se aplicou Botox nessa sua testa sem expressão. Ou se você é assim porque ainda não passa de uma menininha que quer ser mais perfeita do que a mãe, conquistar o amor do pai e ser a primeira da classe. Esse teu afã psicopata de vencer todas as paradas só te deixa ridícula. E me faz querer usar um termo que odeio: coisa de mulherzinha. Mulherzinha é que tem essa mania de estar sempre desconfiada das amigas, porque todas teriam inveja do seu corpão e do seu cabelão estilo falso-loiro-natural-cinco-tons. Lamento informar, querida, que ninguém sente inveja de você. Por isso, chega de dizer por aí que, para não atrair olho grande, é bom ficar de bico fechado sobre a tal possível promoção que você terá no trabalho. Relaxa, ninguém está a fim de ser você. Tente, portanto, ser você com mais leveza. E lembre-se: esse negócio de dizer que não se pode confiar em mulheres só comprova que você é uma pessoa maliciosa. Sendo que isso está longe de ser porque você é fêmea.
Quando vejo você tagarelando sobre seus feitos sexuais, sinto-me num filme ruim sobre ginasianas americanas. Todas fanhas e excitadas. Chega, tá? De azucrinar os outros com essa sua boca-genital lambuzada de gloss, cuspindo baixos-clichês, simulando uma modernidade que você não tem. Nunca mais caia no ridículo de fazer "sexo casual" com nenhum tipo de homem, mais velho ou mais novo, casado ou solteiro, porque todo mundo já sabe que você finge tudo. Que goza, que não se sente fácil, que não liga quando os caras não telefonam no dia seguinte. Seja honesta uma vez na vida: confesse. Que você não é nada tão wild quanto se vende. Que não sabe falar tão bem inglês assim. Que fez escova progressiva. Que tem dermatite. E enfim você terá alguma paz, pois se reconhece humana, e não a barbie boba que você procura ser. Acredite: idiotice só te faz charmosa para os cafajestes. Se continuar assim, nunca vai aparecer aquele cara bacana que você gostaria que aparecesse; para lutar por você, até te conquistar, e destruir essa tua linda silhueta com uma gestação de 15 quilos.
É triste, amiga Mulherzinha, mas você terá que abrir mão da máscara de rímel que cobre a sua verdade.

(Fernanda Young, Revista Cláudia.)

quarta-feira, junho 10, 2009

Cenas da Comédia da Vida Acadêmica

Quarta-feira chuvosa e fria, véspera de feriado prolongado, fim de tarde.
Aula de Tradução Português- Francês. Ou seja, para cursa-lá é preciso algum conhecimento em língua francesa. Logo, em cultura francesa, certo?

A professora corrigia a prova, tradução do texto "Un hemisphére dans une cheveleure", poema em prosa de Charles Baudelaire. (tenso)

Estava distraída quando ouço:

- Você fez Letras?
- Sim, fiz.
- Vocês estudam "esse cara"?
- Eu conheço, mas não estudei a fundo não..

- Ah.... Ele é importante?

.....


Despeço-me, sem mais.

quarta-feira, junho 03, 2009

10 coisas que vc encontra no meu quarto

Já faz tempoo que o blog http://www.dacordasuapaz.blogspot.com/ me deixou um MEME.. bem, não entendi muito bem o real sentido dessa expressão, mas gostei muito do que ele fez.. que foi dizer as tais 10 coisas que se encontram em seu quarto.. como ele me indicou, cá estou para fazê-lo também!

1) Uma cama que me acompanha há quase vinte anos. Sim, me lembro como se fosse hoje o dia em que ela chegou a minha casa e em troca, eu abandonei a chupeta. Uma estratégia do meu pai que deu muito certo, desde então, essa cama me acompanha por muitos sonos.

2) Um edredon. Esteja frio ou calor. Não importa, sempre terá um edredon. Jamais um cobertor, pois além da cama, a rinite é uma companheira também de longa data..

3) Várias caixinhas com coisinhas. Nunca vi alguém com tanta capacidade pra guardar coisinhas. Lembrancinhas de festas, convites, embrulhos de presentes, cartões, enfim.. vou tentar presonificar as memórias. Talvez seja medo de que um dia elas deixem de existir.

4) Papéis. Muitos papéis. Textos, recortes de jornal, provas, redações, cartas, anotações, lista de supermercado, lembretes.. enfim. Papéis que não tem mais fim.

5) Livros. Todos mal organizado e espalhados. De "O Pequeno Príncipe" a "Un Souffle de vie" da Clarice Lispector, passando pelos best sellers como "Código Da Vinci" e os teóricos como "Análise do Discurso - princípios e procedimentos". Li todos? Vc acredita que não? Tem uns que estão novinhos... vá entender..

6) Um mural laranja com ímãs de carinhas que não está pendurado na parede. Está apoiado na parede, mas já tem fotos! Da melhor amiga, da turma da facul, da irmãzinha, dos meus pais... já basta! =)

7) Um quadro de fatos que também não está pendurado. (qual meu problema?) Lá tem a foto do dia do trote em 2004, a festa de formatura, os amigos especiais: de longe, perto, recentes e antigos. Adoro essas fotos. Minhas companheiras de memória..

8) Um travesseiro baixinho e fino. Também companheiro de longa data.. quantas lágrimas, quantos vestígios de maquiagem, quantas noites de sono profundo e outras sem dormir (poucas, graças a Deus). O mais cúmplice de todos. O melhor conforto do silência.

9) As paredes. Confidentes, que acompanham os devaneios, as falas sozinhas, os medos e as alegrias. Acompanham e escondem-nas.

10) Sempre um par de sapato. Uma bolsa. Um secador de cabelo. Um celular pra despertar. Algum par de brinco.. vestígios do dia a dia, do meu humor, do meu espaço, do meu mundo!

Reflita:

"A maior covardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter a intençao de ama-la".
Ocorreu um erro neste gadget