sexta-feira, abril 18, 2008

E a segunda feira feira amanheceu cinza..


Chovia. O dia estava nublado. E um sensação de frio que há tempo não sentia. Foi assim que a natureza se sentiu ao perder um pouco de poesia. Foi assim que a natureza se despediu de Luiz Carlos Dantas.
É estranho como esse frio trouxe um vazio para o IEL. Eu não estava lá. Mas senti. Todos sentiram. Quem o conhecia bem, quem sabia só o nome, quem o viu algumas vezes, quem era amigo, quem foi aluno, quem foi companheiro. Todos sentimos o vazio. Sentimos menos poesia...
Não conseguimos ainda aceitar que a morte nos leve as pessoas. Como poderia o ser humano, tão importante, tão dono de si, não poder por freio ao ... destino?...
E ele se foi. Com a mesma serenidade com que veio e viveu. E deixou em cada um dos seus alunos um pouco de si.. e nós passaremos aos outros, o tanto deles que viveu em nós. Isso é a tal eternidade.

"Luiz Dantas faleceu hoje à meia-noite e dez no hospital da Unicamp. Seu último dia foi tranqüilo. Pediu-me que tirasse algumas fotos de seu jardim, ficou namorando-as bastante. Falamos um pouco de coisas boas do passado. Depois, aos poucos, ele se foi." (Jorge Coli)

domingo, abril 06, 2008

Competência, essa é a palavra!


Eu precisava fazer um post nesse blog dedicado a esse momento da minha vida. Embora seja díficil pô-lo em palavras. Foram poucas as vezes em que eu pude ver tão claramente um sonho se tornando real.. vcs já viveram essa experiência? Quem viveu sabe qual é a sensação.. parece mentira, demora pra cair a ficha...
Pois bem, há alguns meses..pra ser mais exato, tudo começou em janeiro, estávamos sentados num bar, ouvindo as histórias de viagem de reveillon do Jão e do David. Naquele tempo era só uma idéia, um amigo lancou a semente: vcs também podem fazer isso! Engraçado, parece que precisa sempre alguém vir e te dizer né? Como que num chacoalhão.."ei, vc, acorda! estão esperando o que?". Seja lá o que nós estávamos esperando, decidimos parar de esperar. Fomos a Jundiaí, conhecemos o Cursinho Professor Chico Poço e desde aquele dia, coloquei na minha cabeça: nosso cursinho também vai dar certo!
Eu, sozinha, não poderia fazer muita coisa. Mas o que eu podia fazer para eu mesma não desistir diante dos obstáculos era pôr na minha cabeça: eu vou até o fim. E fomos. E só conseguimos porque unimos a vontade de todos. E porque ficaram conosco aqueles que realmente têm essa vontade. E todos ajudaram como podiam, como queriam.
E hoje, está lá.. sim, o Cursinho Popular de Jaguariúna está completo. Sim, porque agora a essência dele está completa, sem os alunos ele não faria sentido. E agora nos juntamos tudo numa coisa só: alunos, amigos, professores..e aqueles que nos apoiam de outras formas, os maridos que cuidam dos filhos pra professora ir dar aula, a mãe que empresta o carro, os pais que permitiram que os filhos trocaram de horário na escola, os patrões que talvez dispensem os funcionários mais cedo, as amigas que assinam a lista de chamada na faculdade, a jornalista que põe uma notinha no jornal.. Todos os detalhes são de fundamental importância.
Aliás, o que eu mais aprendi buscando esse sonho é que para qualquer sonho se tornar realidade é preciso sair do plano das idéias. O ideal alimenta. O ideal te dá forças. Mas para um sonho virar realidade é preciso deixar de lado a visão romântica que o envolve e entender que vc vai precisar passar por burocracias, impecilhos, má vontade... (apesar dos "conte comigo" né, Jão?).
Sexta feira, eu dei minha primeira aula. Não tem nada melhor para um professor do que a realização de uma aula que é correspondida.. e a responsabilidade aumenta. Dá medo de errar, de não explicar muito bem, de esquecer de algo. Quero que cada aula seja perfeita!!! E o melhor de tudo, é que essa experiência está me fazendo uma professora melhor em todos os âmbitos. Até mesmo com meus adolescentes rebeldes que não gostam de texto e nem de ir pra escola.. engraçado como meu maior desafio está aí.. no emprego pelo qual sou paga e a onde eu vejo mais descaso com a educação. As vivências no cursinho me dão força pra fazer a transformação de fato lá, no meio do sistema, onde é bem mais difícil.
Acho que é para isso que existe o trabalho social. Não podemos nos iludir com ele. É fácil ensinar quem tem vontade, que tem sua motivação intrinseca. E achar que só por isso, podemos livrar a classe média de seus pecados... a trasformação social deve ser bem maior. Fazemos nossa parte de alguma forma, mas não estamos absolvidos só por isso... e temos que nos policiar para tb não colaborar para o sistema.
Ser voluntário, pra mim, não é só ajudar o próximo. Ser voluntário exige uma reflexão sobre a realidade, sobre as minhas atitudes, sobre o meu discurso. E acima de tudo, me ajudar. Pois eu mesma estou revendo minha prática e vendo que posso sim buscar aquilo que acredito, seja como for.
E agradeço a todos, aos alunos que confiaram na nossa proposto, aos professores que confiaram na nossa idéia, e todos que tem dado a sua contribuição de alguma forma! E agora, vamos lutar para que esse sonho não acabe..

"...o verbo ensinar é um verbo transitivo-relativo. Verbo que pede um objeto direto - alguma coisa - e um objeto indireto - a alguém. Do ponto de vista democrático em que me situo, mas também do ponto de vista da radicalidade metafísica em que me coloco e de que decorre minha compreensão do homem e da mulher como seres históricos e inacabados e sobre que se funda a minha inteligência do processo de conhecer, ensinar é algo mais que um verbo transitivo-relativo. Ensinar inexiste sem aprender e vice-versa e foi aprendendo socialmente que, historicamente, mulheres e homens descobriram que era possível ensinar. (...)"

(Pedagogia da autonomia, Paulo Freire)

sexta-feira, abril 04, 2008

Coragem, colega!

Eu queria saber onde foi parar meu hipocondrismo e essa capacidade de organização e pontualidade..haha..talvez seja meu ascendente em sagitário que me afetou!
Esse texto foi escrito pelo Christian Pior e é simplesmente engraçadíssimo, o dos outros signos é melhor ainda, do meu eu nem gostei tanto..


E... virgem... Ummmmmmmm...
Faz de conta que você tem uma empresa e acha que o seu sócio está te roubando e você precisa ter certeza e para isto, você terá que mexer em todo o compexo livro caixa ,numa busca pelos ultimos três anos de lucros da empresa.Que chato,não?

Não para um virginiano.

Minúcias , detalhes, cálculos complicados, deixe tudo para ele.
O virginiano é muito organizado, e não só no sentido de casa impecável e limpa ,mas sim na organização mental. (no meu caso, acho que só a organização mental mesmo..e olhe lá!)

A capacidade de concentração destas pessoas é impressionante e se você resolver mentir para eles, espero que seja bom, porque eles vão somando detalhes , expressões de rosto e friamente vão dizer na sua cara:
Você mentiu!E vão explicar o porquê.

Dá ódio.Não se esquecem de nada, anotam tudo, conseguem ser pontuais e obedecer a rotina de uma maneira perfeita.
Espiem só a agenda de um virginiano típico:

07:15-o despertador toca e o virginiano reza, não se esquecendo de agradecer o aumento que ganhou e os 3 kgs que conseguiu perder.

07:20-O virgianiano vai para o banheiro e faz xixi, em seguida cocô ,usa 7 vezes o papel higiênico(mesmo sabendo que tomará banho em seguida), e aperta duas vezes a descarga , pois tem pavor de resíduos.

07:25-o virginiano entra no chuveiro e molha bem os cabelos e depois de bem molhado, ele passa o shampoo , esfregando bem e enquanto o shampoo age, ele escova os dentes com a escova elétrica.
Enxagua os cabelos e a boca, e repete as duas operações(cabelos e dentes) por mais um minutos e novamente enxagua.
Não passa condicionador porque só usa dia sim , dia não.E hoje é o dia do não.

Em seguida esfrega com a esponja vegetal as partes mais ásperas do corpo(cotovelos,calcanhares ,joelhos) e depois com o sabonte antibacteriano ele lava axilas, solas dos pés, e partes pudentas.
Depois lava o restante do corpo com o sabonte liquido hidratante e enxagua tudo com a água fria porque tonifica os músculos.
Sem medo de ser feliz, lava o rosto com o sabonete para peles mistas.
Depois...
E por aí vai...

Sexualmente eles usam o lado b, então fazem o sexo com muito beijo molhado, saliva, palavrões ,tapas, ou seja o chamado 'sexo sujo', porque é ali que eles se soltam.
Não se esqueçam que todo mundo tem um lado b, mas o do virginiano é quase c. (uii...)

As mulheres são excelentes esposas e namoradas mas são exigentes demais, detalhistas, do tipo que se o coitado deixar a toalha molhada em cima da cama ela surta.

São excelente executivas, secretárias, médicas e cobradoras de ônibus.
E quando discutem a relação é péssimo, porque fazem um apanhado dos ultimos 5 anos, sem perder nenhum episódio de briga e ofensas, repetindo até frases e insultos.

Mas o virginiamo em geral é bem asseado.
Se você estiver na cama com algum deles e tiver com mau hálito, chulé ou um cheiro forte debaixo do braço...ele fala na sua cara e te manda para o banho.

E Se você quer um sexo filme pornô, pegue alguém deste signo.O que é excitante pois eles tem uma aparência distinta e tímida, mas...ui!
Claro, mas com muita higiene.
E tem todos os remédios do mundo .São hipocondríacos.
São capazes de tomar Imosec antes da feijoada.

Pessoas famosas de Virgem:
A Sandy não é deste signo, viu gente?

Cameron Diaz , Greta Garbo, Hugh Grant, Sean Connery, Amy Winehouse, Marina Lima ,Toni Ramos, Claudia Schiffer, Agatha Christie.

Ocorreu um erro neste gadget