sexta-feira, dezembro 28, 2007

Mais uma vez..

Te tenho com a certeza
De que você pode ir
Te amo com a certeza
De que irá voltar
Pra gente ser feliz
Você surgiu e juntos
Conseguimos ir mais longe

Você dividiu comigo a sua história
E me ajudou a construir a minha
Hoje mais do que nunca somos dois
A nossa liberdade é o que nos prende

Viva todo o seu mundo
Sinta toda liberdade
E quando a hora chegar, volta...
Que o nosso amor está acima das coisas...desse mundo

Vai dizer que o tempo
Não parou naquele momento
Eu espero, por você
O tempo que for
Pra ficarmos juntos
Mais uma vez

Te tenho com a certeza
De que você pode ir,
Te amo com a certeza
De que irá voltar
Pra gente ser feliz
Você surgiu e juntos conseguimos ir mais longe
Você dividiu comigo a sua história
E me ajudou a construir a minha
Hoje mais do que nunca... somos dois

Vai dizer que o tempo
Não parou naquele momento
Eu espero por você
O tempo que for
Pra ficarmos juntos
Mais uma vez...

Não parou naquele momento
Eu espero por você
O tempo que for
Nós vamos estar juntos
Estar juntos
Mais uma vez

quinta-feira, dezembro 27, 2007

"O que é preciso é ser-se natural e calmo
Na felicidade ou na infelicidade,
Sentir como quem olha,
Pensar como quem anda,
E quando vai-se morrer, lembrar que o dia morre,
Que o poente é belo, e é bela a noite que fica...
Assim é e assim seja..."

(Alberto Caiero)

segunda-feira, dezembro 24, 2007

*Bonne Noël! Feliz Natal*


Natal!!
Sempre gostei do Natal! Gosto dos enfeites, das festinhas de fim de ano.. dos cartões, das mensagens de alegria, paz, saúde, prosperidade.. dos presentes, das comidas..hum.. hehe de rever os primos de longe..
Com o tempo, o Natal foi mudando. E como tudo que muda, a gente se acostuma. No começo, me sentia triste..saudosista..porque o Natal não era mais como eu queria que fosse. Hoje, me acostumei. E o Natal passou a ser diferente. Triste se acostumar com as coisas né? Dá uma sensação de conformismo. Mas, até que ponto remar contra a maré? Por que não, procurar beleza no que se tem? Pode ser uma postura um tanto quanto covarde, mas..definitivamente, não nasci pra ficar dando murros em ponta de faca!
Bom.. é Natal! E esse, definitivamente, foi (está sendo..) um Natal diferente. Como lembrei agora pouco com a Mari, nem mesmo os meus tradicionais cartões de natal, eu escrevi. Quando eu vi, já era Natal. Presentes tb.. acabaram passando batido.. Foi tudo muito rápido, dinâmico, sem mto tempo pra pensar, organizar as coisas.. as idéias..as ações. As coisas tem acontecido por Inércia. É como se eu não controlasse. E eu, que adoro controlar tudo.. mas, no fundo, não estou me preocupando muito com isso. Acostuma? Sempre.

Bom.. mas pra não romper totalmente a tradição. Não poderia deixar de escrever um post!
Por mais que os sonhos não sejam os mesmos, por mais que o Natal de hoje não seja o mesmo que o da infância. Por mais que o sentido procurado não esteja presente. Que esse Natal possa servir de pretexto.
Pretexto pra propor mudanças a si próprio. Fazer planos. Realiza-los. Pensar, refletir, mudar!!!!! Buscar o que falta, o que deixa vazios. Renovar esperanças, resolver perrengues. Por fim a tudo que incomoda, que cutuca!
Aproveite o que for possível aproveitar.. procure aqueles por quem vc gosta, dê um abraço, um beijo carinhoso.. e diga: Feliz Natal!!!
Por que sempre vale a pena ser feliz! =)

domingo, dezembro 23, 2007

claro..

A Lua em Câncer e o Sol em Capricórnio marcam o período final de 2007 a partir do qual você terá a liberdade e a consciência plena de que é possível manter compromissos desde que eles contemplem o apoio, aceitação e suporte que você quer receber. Os relacionamentos que não podem lhe oferecer essa condição tendem a terminar.


ahhhm.. entendi... rs

quinta-feira, dezembro 20, 2007

Contagem regressiva..

Estou em clima de contagem regressiva. E o pior, nem sei ao certo pra quê. Não sei o que eu estou esperando tanto que acabe, como seu eu soubesse o que vem depois. Li, há pouco tempo, uma reportagem sobre a ansiedade, e lá dizia que o problema da ansiedade é esse: vc tem pressa por tudo, porque acha que depois que acabar "vai passar" ou terá soluções. E não tem. E aí é que mora o problema, a pressa por resolver não resolve, logo torna-se um ciclo. Porque se não resolve, logo a ansiedade está a tona novamente.
E eu estou ansiosissima. Quero que encerre o ano letivo logo, sem saber se irei iniciar o próximo. Quero as festas de fim de ano, e nem mesmo sei o que farei nelas. Estou contando os dias para a minha formatura, qdo na verdade, me aperta o coração pensar que está acabando. E agora, José?
Estou ansiosa até pelo fim de semana. Um fim de semana que vai ser como todos os outros. Mas que eu quero que chegue logo. As unhas sentem os efeitos da ansiedade. Os chocolates tentam controlar. Mas ela insiste. Ela está lá. A tal ansiedade.
A ansiedade por algo que desconheço, que foge ao meu controle, que me deixa insegura.
Quem olha pra mim todos os dias, aposto que nem imagina do turbilhão que está minha cabeça. Sou assim. Falo no silêncio. Só eu sei, só eu sinto. Afinal, "forte é permanecer; quieto. " (Guimares Rosa)

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Por que?


Let me think about it..!



"É difícil dizer o porquê das coisas. Mais difícil ainda saber o porquê das coisas."
(Patrícia Galvão, Paixão Pagu - A auto biografia precoce de Patrícia Galvão)

Já repararam como é difícl responder uma pergunta que começa com o porquê? Lembro-me bem das perguntas das apostilas e livros didáticos, quando vc achava que tinha conseguido responder aparecia lá no finalzinho, "por que?", ou então, "Justifique." Hj, como professora, eu até entendo o porquê de tantas justificativas, não queremos respostas rasas..queremos que o aluno reflita sobre o que ele está respondendo. E tem coisa que faça mais pensar do que um porquê?
Uma palavrinha tão simples mas que reserva tanta complexidade. Até mesmo quanto a gramática. Diga-me, tinha necessidade de tantos porquês? É quase tão chato quanto a crase.
Se estamos falando que uma conjunção interrogativa: Por que - separado e sem acento.
Se é uma conjunção explicativa: porque - junto e sem acento.
Se é interrogativa, mas no final da frase - Por quê - separado e com acento.
E se é um substantivo, porquê - junto e com acento.
Tudo isso pra uma simples conjunção como tantas outras... só poderia ter tantas regras o próprio porquê mesmo.. Essa palavrinha que seja com ou sem acento, junto ou separada, deixa várias interrogações e para alguns, que tem uma relação de amor e ódio com essa palavra, rende até algumas noites de sono.
Eu sou uma dessas. Sou capaz de perder uma noite tentando desvendar o porquê das coisas. Como se tudo tivesse uma explicação. Como se tudo tivesse uma justificativa. Como se não houvesse "mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia". Mas tb.. não dá, quando eu vi, já pensei. Quando me dou conta, já perdi horas. E de repente, nem preciso mais de resposta.
Alguém disse aí.. que quando a gente acha que sabe todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas. E não é que é bem por aí mesmo?

Então, por que eu penso tanto???
xiiiii.. melhor parar por aí!
Just enjoy!!

quinta-feira, dezembro 06, 2007

como te quero....

Fim de ano. Fim do oitavo semestre. Só mais um. Só mais seis meses pra ter em mãos o tão esperado (e suado) diploma. Só mais um semestre de EL's. E pra variar, sempre tem uma matéria picareta. (alguém já viu proficiência de algo que vcs desconhece...?? pois é..)
Algumas semanas para as férias do trabalho. Férias indeterminadas e não remuneradas. Já estou com saudade dessa nova escola que pude ficar tão pouco tempo mas que já me deu uma injeção de ânimo pra continuar dando aulas. Foram tantos momentos bons..O que será de mim ano que vem? Em qual escola estarei? Estarei em alguma escola? Creio que sim. Alguém já viu professora desempregada em país pobre? rss
Amigos secreto..aii.. gosto tanto! hehe.. Aniversários, confraternizações.. e pouco mais de um mês pra festa da formatura!!!!! - Quantos sonhos se realizando nesse dia... e um deles, meu discurso de ooradora! Sim, serei oradora!! Desde a 8 série tenhoo essa vontade, e fiquei deveras emocionada quando fui indicada e votada! =) Aguardem, um discurso breve, sincero e irônico (por que não? rss) Com cartazes, tchutchu, choros, flashes, risos.. aiii.. serão muitas emoções!!!!
Férias...... uma palavra que tem ums sentido incapaz de ser definido em um verbete. Como tantas outras palavras, não é mesmo? Rever os amigos que estão longe.. Rever a Pir!!! Ai que saudades dela!!! Fazer churrasco durante a semana. Assistir a novela sem peso na consciência. Durmir durante a tarde ou então acordar ao meio dia...
Férias.. como te querooo! =)

segunda-feira, dezembro 03, 2007

Ana e o Mar.. MAR I ANA...


Ana aproveitava os carinhos do mundo
Os quatro elementos de tudo
Deitada diante do mar
Que apaixonado entregava as conchas mais belas
Tesouros de barcos e velas
Que o tempo não deixou voltar

Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar

Ana e o mar... mar e Ana
Histórias que nos contam na cama
Antes da gente dormir

Ana e o mar... mar e Ana
Todo sopro que apaga uma chama
Reacende o que for pra ficar

Quando Ana entra n'água
O sorriso do mar drugada se estende pro resto do mundo
Abençoando ondas cada vez mais altas
Barcos com suas rotas e as conchas que vem avisar
Desse novo amor... Ana e o mar.. Mariana...

Mais do que feliz aniversário. Feliz Ano Novo. Feliz Vida Nova. Feliz Sonhos Novos. E que nesse novo ano de vida, a gente ainda dance muito "Stay a live", que possamos reconstruir e começar de novo. Pq vale a pena. Pq é verdadeiro. Pq eu te amo!! Muito!
Bjos.. Pechena!
Ocorreu um erro neste gadget